Solidariedade para combater o Coronavírus


por Antonio Pedro (Tonhão)

Esta semana, o MDM mais um grupo de Entidades Comunitárias, e com apoio da FACESP, iniciaram uma Campanha de Solidadriedade Ativa para esse momento emergencial, onde centenas de milhares de trabalhadores informais ou desempregados necessitam de uma mão amiga para que possam ter o mínimo para a sobrevivência. Tonhão e Nilda, que integram as duas entidades ajudaram na coordenação da arrecadação e distribuição de alimentos nesta sexta-feira(3), na sede da zona sul.

Atualmente o MDM obtém alimentos orgânicos numa quantidade não tão grande, plantados nas hortas de suas sedes, na zona sul e no centro. Fora isso recebe alimentos de uma feira livre no Piraporinha, por conta de uma parceria/projeto que atende mulheres em situação de violência doméstica e outro grupo de 10 famílias. Periodicamente também recebe uma doação mais volumosa do Banco de Alimentos, vinculado a Secretaria de Desenvolvimento Trabalho e Empreendedorismo. 

Hoje retiramos uma boa quantidade de alimentos com itens como: arroz, feijão, açúcar, biscoitos, requeijão, carnes variadas, entre outros. Conseguimos atender cerca de 50 famílias da “Comunidade do Cai Cai” – Av. Guarapiranga, e algumas outras do próprio movimento, em sua maioria mulheres. Nossa campanha continuará durante o tempo necessário e enquanto durar a pandemia do Coronavírus. Ao lado disso continuaremos exigindo que os cerca de 40 milhões de trabalhadores que não contam com o amparo da Lei, recebam imediatamente a renda emergencial aprovada pelo Congresso.

Compartilhe agora com seus amigos

Notícias Relacionadas

Idosos sofrem com fim da gratuidade

Idosos sofrem com fim da gratuidade

Nesta segunda-feira(12) foi ao ar, no Programa Fala Brasil, matéria que denuncia sofrimento dos idosos que perderam seu direito a gratuidade nos transportes, desde 1º de fevereiro ...

veja também em nosso site

Galeria de Fotos

Galeria de Fotos