Povo vai às ruas contra o desmonte do INSS, e por seus Direitos!


Com o lema “Saia dessa fila e venha pra luta!“, Centrais Sindicais e Movimentos Sociais, dentre eles FACESP e CONAM, foram as ruas do centro de São Paulo protestar contra o sucateamento do INSS, numa caminhada que foi da Agência na Xavier de Toledo, até a Superintendência do INSS, no viaduto Santa Efigênia. Para as lideranças que organizaram o ato neste sexta-feira(14), o objetivo claro do governo Bolsonaro é acabar com esta Instituição tão necessária aos trabalhadores, e pela qual os brasileiros acessam todos os seus direitos e benefícios: aposentadorias, auxílio doença, auxílio acidente, pensão por morte, salário maternidade, benefício ao idoso, entre outros.

Mais de 2 milhões de pessoas enfrentam filas sem fim nas Agências do INSS de todo o Brasil. São trabalhadores e trabalhadoras que contribuíram com a Previdência e hoje veem seus direitos negados por um governo que insiste em levar as relações de trabalho para algo parecido com a escravidão. Nos últimos 3 anos, mais de 7 mil funcionários se aposentaram, reduzindo drasticamente a capacidade de atendimento á população. Com isso benefícios que eram obtidos em 90 dias, passaram a demorar mais de 1 ano, um drama real para famílias que já sofrem com o enorme desemprego.

A única solução possível seria o governo abrir urgentemente um concurso público para repor a mão de obra perdida. Ao invés disso Bolsonaro queria chamar seus amigos de farda – já aposentados, e sem experiência alguma – para cobrir o espaço e ganhar uma boa graninha. Na verdade quem manda também, não é o Presidente, e sim Paulo Guedes, que tem a chave do cofre e é contra a contratação de funcionários para atender o povo. Diante de tal desrespeito não é possível ficar calado, é necessário repetir atos como os que aconteceram hoje, na porta de todas as agências do INSS, pelo Brasil afora. Este governo não pode olhar apenas para os ricos parasitas que ganham dinheiro fácil, com juros e com a retirada de direito dos trabalhadores!

Matéria por Tonhão – Diretor de Comunicação da FACESP e MDM/CONAM

Compartilhe agora com seus amigos

Notícias Relacionadas

Idosos sofrem com fim da gratuidade

Idosos sofrem com fim da gratuidade

Nesta segunda-feira(12) foi ao ar, no Programa Fala Brasil, matéria que denuncia sofrimento dos idosos que perderam seu direito a gratuidade nos transportes, desde 1º de fevereiro ...

veja também em nosso site

Galeria de Fotos

Galeria de Fotos